O Golden State Warriors enfrenta o Los Angeles Lakers na noite de hoje para bater o recorde histórico de vitórias seguidas em um início de temporada. O cenário é completamente favorável para o atual campeão: o time está mais redondo do que nunca, já mostrou ser capaz tanto de passear em quadra como de reverter placares adversos contra equipes cascudas. Do outro lado, ainda por cima, tem um Lakers destroçado, com Kobe queimando todas as bolas e com uma porrada de jogadores que nem sabem o que têm que fazer em quadra. Basicamente, não há qualquer chance de zebra.

Mas vamos fazer um exercício de imaginação: qual a chance do Lakers sair vencedor deste jogo? Bom, primeiramente, é preciso que Bryant tenha uma atuação de gala, daquelas que, em algum momento, fizeram que a comparação com Jordan parecesse aceitável. Neste ano, ele está com a pior seleção de arremessos da sua carreira inteira. Para piorar, o técnico Byron Scott, que cai de conceito a cada vez que abre a boca, deu carta branca para o veterano fazer o que quiser. Mas digamos que hoje Kobe repetisse o recorde de 12 bolas de três em um único jogo, seria possível? Acho que ainda não seria o suficiente.

https://www.youtube.com/watch?v=XmkBG31vbgI

Aliada a uma exibição de gala no ataque, o backcourt do Lakers teria que defender muito. Russell, Clarkson e Bryant teriam que anular as ações de Stephen Curry e Klay Thompson. Outra missão impossível. Além dos jogadores do GSW serem imparáveis, o trio do Lakers não tem sido muito eficiente para segurar os armadores alheios.

Neste meio tempo, a segunda unidade do time de Los Angeles teria que jogar tudo e mais um pouco. Essa até que é a parte menos difícil. Em uma noite inspirada, Lou Williams e Nick Young podem até fazer chover, ainda que neste ano isso tenha sido bastante raro.

Para completar, Roy Hibbert e Julius Randle teriam que contrariar o small ball do Golden State – simplesmente a tarefa mais desafiadora até então. Desde as finais do ano passado, ninguém tem conseguido superar o estilo envolvente do Warriors e boa parte disso se deve ao fato do time ter deixado de lado o jogo de garrafão com jogadores grandes e pesados. Mais do que isso, o estilo de chutes de fora com passes rápidos no perímetro tem feito os pivôs dos outros times se transformarem em jogadores praticamente inúteis na tentativa de parar o time da Bay Area.

NEW-BLOG-FEATURED-PHOTO-5

Randle teria que jogar muito para desacelerar o jogo do Warriors

Como Randle e Hibbert conseguiriam fazer isso? Não faço a menor ideia. Ninguém sabe. Tanto é que ninguém para o Warriors. Um palpite é que os dois consigam ter um jogo dominante dentro do garrafão alheio, obrigando o Golden State a usar seus grandes por mais tempo – o que diminui, em parte, o poder de de fogo do atual campeão.

É possível que tudo isso aconteça? Seria necessária uma atuação impecável por parte do Lakers – algo que não aconteceu ainda neste ano -, além de um apagão do Warriors. Não. Não é possível que isso aconteça.