Não sei muito o que dizer sobre isso, mas foi o próprio Stephen Curry que levantou a bola e atribuiu a sua evolução na liga à NOVA PRIVADA AUTOMÁTICA que a sua mulher instalou em casa.

Ele já tinha demonstrado todo o amor do mundo pelo singelo pedaço de porcelana no Twitter, emendando um #blessed quando comemorou a instalação do banheiro na rede social:

Daí ontem, brincando, ÓBVIO, ele disse em uma entrevista à ESPN que a patente revolucionou a sua vida e que sua performance melhorou desde que passou a usar o novo banheiro. No dia seguinte à ‘estreia’ do toilete automático, ele marcou 46 pontos, inclusive:

“You also recently tweeted with glee about a new automated toilet your wife, Ayesha, bought for you.

Oh, man, that toilet just makes me happy in life. I bet if I did a case study on my performance since I got that toilet, you’d see the difference. I was in Minnesota when Ayesha told me about it. And the next day I had 46 [points]. There’s a reason for that.”

Claro que depois desta declaração algum doente fez a comparação das estatísticas de Curry antes e depois da privada. Para piorar as coisas, REALMENTE ele teve uma melhora de performance, mesmo que bem sensível.

banheiro

O texto ainda sugere que a atuação na quadra tem uma série de semelhanças com aquele momento ‘onde os fortes ficam fracos’: requer tranquilidade, uma boa percepção do ambiente à sua volta e se manter calmo quando chega ‘o momento’.

Is-This-The-Under-Armour-Curry-2-1

Novo banheiro: melhor pontaria

Depois o próprio texto desconstrói a tese, mostrando que os números de Curry nos jogos fora de casa, onde não usa o novo banheiro automático, estão muito melhores do que nos jogos em casa.

Em todo caso, acho que fica a dica para todos que tiverem condições de fazer o teste.