Eu idolatro o Lebron como jogador. Acho que ele é daqueles casos raros que consegue aliar uma carreira de mais de uma década sendo um dos melhores jogadores em atividade. Um feito comparável só com outra meia dúzia de lendas que passaram pelo esporte. Tem ainda a seu favor ter começado como profissional muito cedo e ter a chance de dizimar quase todos os recordes possíveis, elevando ainda mais a sua passagem pela NBA.

Isto registrado, também preciso dizer: Lebron deve ser um cara chato pra caralho. Tenho uma tese que ele se tornou um mala depois de tanta paulada na cabeça. Ele passou um punhado de anos sendo odiado por uma boa parte das pessoas, depois fez todo aquele circo para anunciar que mudaria de time e etc, mas para tentar passar a imagem de bom moço, acaba exagerando com algumas coisas. O nível máximo de chatice começou com aquela história de usar calções curtos para ser um bom exemplo para a molecada (oi?), passando pela forçação de barra para demitir o técnico e as críticas aos colegas de time.

Agora, o lance chega a novos patamares com esta história de ‘playoff mode’. Explico: nesta semana alguém muito ocupado notou que Lebron deixou de seguir o perfil do Cleveland Cavaliers no Twitter. É o que ele mesmo chama de Zero Dark 23 e que já tinha feito ano passado – para não se distrair com qualquer outra coisa que não seja o mata-mata, o jogador larga mão de todas as redes sociais. Não sei o que é pior: ficar dando indireta em redes sociais (como quando postava fotos sem Kevin Love para sugerir que o ala não estava na mesma sintonia dos demais colegas) ou parar de postar ser o símbolo máximo de concentração no jogo.

Aliás, para alimentar ainda mais o drama, na primeira vez que Lebron foi perguntado sobre o motivo pelo qual tinha deixado de seguir seu time no twitter, o jogador não respondeu e disse apenas “next question”.

De verdade: zZZZzzZZZzzZZzZZzZ…

A imprensa é desgraçada, os fãs são igualmente carniceiros e esse tipo de coisa acaba virando notícia, do mesmo modo que a mudança de rotina antes dos jogos virou, também fruto do ‘playoff mode’ acionado por Lebron. Geralmente o jogador ouvia música tão alto no fone de ouvido quando estava no vestiário antes dos jogos, que a trilha sonora acabava ecoando por todo o local. A playlist de Lebron já era a que embalava a rapaziada no pré-jogo. Agora, não. A partir desta semana até o final do campeonato, Lebron James vai se concentrar em silêncio para os jogos.

ZzzZzzzZzZz (2x)

james_lebron1-640x360

Sem música antes dos jogos para se concentrar para o mata-mata

Na boa, para mim não passa de frescura. Tudo bem, talvez na cabeça dele isso seja essencial para realmente elevar a performance nos playoffs, mas pra mim só mostra como ele é chato e dependente de uma série de ritos mais chatos ainda. Preguiça.

CompartilheShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone