Era só o que faltava. Depois de perder para o resto da temporada Alonzo Gee e Jrue Holiday e chegar a uma lista de sete jogadores afastados por lesão – entre eles Anthony Davis, Eric Gordon e Tyreke Evans -, o técnico do time, Alvin Gentry, reclamou que o time devia estar sofrendo algum tipo de maldição sinistra para perder tantos jogadores machucados. Um famoso esotérico da cidade concordou e se colocou à disposição para livrar o time da zica na temporada que vem.

Belfazaar Ashantison, intitulado como um “voodoo priest” com mais de 25 anos de experiência, sendo 14 deles em New Orleans, disse que o time estava com um azar sobrenatural e que um especialista no assunto ou coisa que o valha poderia ajudar a equipe a se livrar de todo este mal.

Claro que, depois dele, outros se pronunciaram. Uma outra espécie de mãe-de-santo (é assim que se fala?) conhecida na cidade disse que poderia colaborar. Cinnamon Black disse que poderia oferecer um ‘saco de gris-gris’ aos jogadores como forma de proteção.

Ela, inclusive, mostrou ter experiência no assunto. Até pouco tempo atrás, existia um papo de uma maldição no futebol americano. Todo jogador que estampava a capa do Madden, principal jogo de videogame do esporte, se lesionava seriamente na temporada seguinte. Quando a estrela do game foi o quarterback do time da cidade, Drew Brees, ela disse que fez uma macumba para acabar com o problema e salvar a temporada do jogador. De fato, ele não teve problemas com lesões naquele ano. Vai saber…

Seja lá o que for, o Pelicans realmente teve sérios problemas com seus jogadores, numa escala que extrapola qualquer limite razoável. Ao todo, contando com os jogadores que já não voltam a jogar nesta temporada, seus atletas, somados, ficaram de fora mais de 300 vezes neste ano – não sei se existe uma estatística destas, mas parece um recorde.

Por outro lado, não dá para dizer que era inesperado: TODOS os jogadores do quinteto titular têm um péssimo histórico de lesões. Mesmo sendo bem jovens, Anthony Davis e Jrue Holiday ficam de fora de pelo menos 20% dos jogos com machucados graves. Tyreke Evans só não teve problemas na sua primeira temporada. Omer Asik e Ryan Anderson vira e mexe estão fora dos jogos. E, para finalizar, Eric Gordon, que deve ser o cara mais quebrado da atualidade na NBA.

Haja banho de pipoca pra curar todo esse povo.

CompartilheShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone