O Oklahoma City Thunder pode fechar hoje a série contra o Golden State Warriors, em uma das arrancadas mais impressionantes da história dos playoffs – já eliminou o San Antonio Spurs e está prestes a derrotar o Golden State Warriors, duas das melhores equipes da história. Duas das três vitórias sobre o GSW foram verdadeiras lavadas e, mesmo nas derrotas, o time mostrou que poderia ter vencido, não fosse um detalhe ou outro.

Como se ainda fosse preciso, o time terá um aliado sinistro para bater o Warriors já no jogo 6: um dos principais hotéis da cidade, onde geralmente os times rivais se hospedam, tem a fama de ~assombrar os jogadores dos adversários. Desde que o Supersonics se mudou para Oklahoma City, o circo da NBA se queixa do Skirvin Hilton Hotel.

A lenda diz que o antigo dono do hotel, W. B. Skirvin, teve um caso com uma camareira chamada Effie por volta dos anos 30. Ela engravidou  e o magnata ordenou que ela ficasse reclusa em um dos quartos da cobertura do prédio, para que ninguém descobrisse o caso extra conjugal. Effie ficou meses trancada em uma suíte, até mesmo depois de ter a criança. Enlouquecida com a solidão, agarrou a criança e saltou da janela do 14º andar.

Hotel Exterior - Night

Hotel que tradicionalmente recebe os jogadores adversários do Thunder é considerado assombrado

Desde 2010, quando o hotel passou a ser a morada oficial dos times visitantes da NBA – é mais ou menos só isso que acontece em OKC, por isso da lenda ter vindo à tona justamente quando a liga se estabeleceu na cidade -, alguns jogadores dizem ouvir passos nos quartos vazios, portas se batendo e banheiras enchendo sem que ninguém abrisse a torneira. A responsável por isso, alegam, é Effie.

No primeiro ano do Thunder, jogadores do Bulls e do Knicks reclamaram que eventos sinistros aconteceram durante a noite e, por isso, não tiveram um bom desempenho na partida do dia seguinte contra a equipe da casa. Eddy Curry, que era do NY Knicks, disse na época que só conseguiu dormir duas horas ao longo da noite e que passou boa parte da madrugada se borrando de medo no quarto do colega Nate Robinson. Taj Gibson, do Chicago, disse que ele e Derrick Rose passaram a noite ouvindo as ações de Effie pelos quartos, batendo portas e caminhando pelos corredores.

Nos anos seguintes, as histórias se repetiram inúmeras vezes, a ponto de alguns jogadores trocarem de hotel quando descobriam que a hospedagem estava marcada para o Skirvin Hotel.

Neste ano mesmo aconteceu algo no mínimo suspeito por lá. Na partida em que o Cleveland Cavaliers visitou o Oklahoma City Thunder, a escalação de Kyrie Irving esteve em dúvida, pois o jogador não estava disposto para entrar em quadra: na noite anterior, um exército de formigas brotaram do seu colchão, fazendo com que o jogador não pudesse dormir um segundo sequer. Ele até entrou 9 minutos em quadra, mas se mostrou completamente sem condições de jogo por conta do incidente. Pelo visto, as coisas continuam sinistras por lá…

Se Effie e seus colegas assombrados fizeram um bom trabalho nesta noite, já é meio caminho andado para o Thunder fechar a série contra o Warriors.