Um dos maiores feitos para um jogador de basquete é ter um tênis próprio, com seu nome. Não basta ser uma estrela da NBA para ser seus ‘signature shoes’: é preciso ser excelente jogador, uma personalidade popular e ser uma marca vendável.  Dos mais de 400 jogadores da NBA sob contrato de patrocínio com alguma marca, apenas 12 têm um tênis assinado ou batizado com o próprio nome.

Então o jogador se destaca, descola um contrato milionário, a empresa aposta nele e… o cara vomita todo o mau gosto dele num par de tênis. Foi isso que aconteceu nesta semana com o primeiro pisante assinado por James Harden.

harden

Combina com um macacão de fábrica

Não vi o DESCRITIVO da peça, mas pelo visual de ‘Equipamento de Proteção Individual’, não duvido que ele tenha aquela famosa biqueira de aço, providencial para o trânsito numa fábrica, mas dispensável para a prática do basquete profissional – ainda que recomendada em alguns casos. Os fãs de TRILHA e outras atividades parecidas também devem gostar do modelo – o qual não imagino que seja o público-alvo do lançamento.

O visual polêmico e pouco esportivo parece ser uma tendência, aliás. Na semana das finais da NBA, Stephen Curry lançou a linha ‘Curry 2’  e a turma caiu de pau no modelo ‘Chef’.

35231E2400000578-3635936-image-a-51_1465588460163

Z03IR@ com o tênis do Curry: rolou

Aparentemente o pessoal errou na mão ao tentar fazer um tênis ‘old school’, exagerando um pouco nas características ‘old’ da expressão. Ideal para usar com calça de moletom, o Chef foi preterido pela comunidade basqueteira e agradou só os atletas veteranos das modalidades Corte de Grama +65 anos – eu confesso que não achei tão ruim assim, mas talvez seja a minha alma de velho…

Outro que conseguiu defecar em forma de tênis foi Andrew Wiggins no seu primeiro ‘signature shoe’. Parece que na tentativa de fazer algo inovador e de alta performance, a rapaziada da Adidas desenhou o tênis definitivo para esportes radicais – um treco um pouco distante das características tradicionais dos sneakers de basquete.

wiggins

Do avesso deve ser lindo

Eu, que nunca fui muito fã destes tênis modernos de basquete – sempre achei mais legal os Air Jordans antigos -, já comecei a ser mais simpático com os KD, Lillards e Lebrons de sempre…

CompartilheShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone