Não é de hoje que o New Orleans Pelicans é aquele time com razoável talento mas que sempre é atrapalhado por problemas de lesão. Previsível. Com Jrue Holiday, Tyreke Evans, Omer Asik e Anthony Davis é de se esperar que o time entregue ao Departamento Médico seja na maior parte das vezes melhor do que aquele que está em quadra. Nos últimos três anos, este quarteto esteve lesionado em 29% das partidas, uma proporção devastadora para qualquer franquia.

Para este ano, as coisas continuam na mesma toada: Jrue Holiday está fora por tempo indeterminado por um problema de saúde da sua esposa e Tyreke Evans certamente não se recupera da sua última lesão até o início da temporada. Para piorar, o time foi ao mercado e contratou Terrence Jones, que jogou apenas METADE das partidas das últimas duas temporadas.

Offseason
O único ponto positivo foi draftar um talento provável na posição mais carente da NBA na atualidade. Se der certo, Hield, Holiday e Davis é um trio interessante para uma franquia em ascensão. Também fez bem em se livrar de outros ‘injury prones’ como Eric Gordon e Ryan Anderson. De resto, nada muito significativo.

Time Provável
PG – Jrue Holiday / Tim Frazier / Langston Galloway
SG – Buddy Hield / Tyreke Evans
SF – Solomon Hill / Quincy Pondexter
PF – Anthony Davis / Terrence Jones
C – Omer Asik / Alexis Ajinça

19286364-mmmain

Expectativas
Com um time tão bichado assim em uma conferência tão congestionada de talento, não dá para esperar playoffs. As atrações ficam pela curiosidade do quanto vai jogar Buddy Hield, shooting guard que foi estrela na universidade e vai ter tempo de sobra para atuar no seu ano de calouro. Além disso, fica a expectativa de Anthony Davis fazer uma temporada com stats de MVP – se esperava isso dele no ano passado, mas o ala-pivô ficou ligeiramente aquém do seu potencial.

CompartilheShare on Facebook687Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone