[Previsão 16/17] Kings: o caótico reino de Cousins e mais ninguém

De longe, o time mais zoenado da NBA é o Sacramento Kings. Pior do que o Nets (que o grande mal é não ter qualquer perspectiva), o Sixers (que perdia tudo que podia, mas pelo menos era de propósito) ou qualquer outro time da liga. As pataquadas do front office são várias: demitiu nove técnicos em nove anos, não ganha uma série de playoffs desde a década passada, manteve por um ano inteiro um técnico odiado pelo melhor jogador do time (e não fez nada com o jogador) e uma série de outras coisas. É uma franquia totalmente desgovernada que orbita ao redor do melhor e mais polêmico pivô da NBA.

Ainda que tenha um ou outro talento, esta temporada será, apenas, o último ato deste drama todo com DeMarcus Cousins como protagonista – a temporada seguinte será a última do jogador sob contrato com o time e, diante da falta de perspectiva, o mais natural seria trocá-lo ao final do ano.

Se por um lado o time foi bem na contratação de Arron Afflalo para ala-armador titular e ao assinar com Dave Joerger, a sina caótica do Kings persiste na possível suspensão do armador Darren Collison por 24 jogos por violência doméstica, na manutenção do decadente buraco negro Rudy Gay e na contratação do vertiginoso Ty Lawson.

Offseason
Times ruins têm a chance de renovarem suas chances via draft. O problema do Sacramento é o fascínio por pivôs. Os dois jogadores mais talentosos do elenco são da mesma posição e, não satisfeitos, os dirigentes do Kings escolheram mais dois atletas de garrafão (Georgios Papagiannis e Skal Labissiere). A decisão rendeu um puxão de orelha público de Cousins em seu twitter:

kings

Time Provável
PG – Darren Collison / Ty Lawson / Garrett Temple
SG – Arron Afflalo / Ben McLemore
SF – Rudy Gay / Omri Casspi / Matt Barnes
PF – Willie Cauley-Stein / Skal Labissiere
C – DeMarcus Cousins / Kosta Koufos

Expectativa
A única coisa boa vai ser curtir as tretas, o talento e a intensidade de Cousins, um dos jogadores mais divertidos de se assistir na NBA. Fora isso, não há muita chance do Kings ser melhor do que alguém no Oeste além de Lakers e Suns.

Previous

[Previsão 16/17] Nuggets: não subestimem os ‘underdogs’

Next

Quando o bullying é permitido

3 Comments

  1. Caio Quinteiro

    Pelo talento, vejo o Cousins complementando demais qualquer time, mas não vejo “qualquer time” indo atrás dele por seus descontroles e instabilidades, onde ele se encaixaria bem?

    • Guilherme

      Acho q em qualquer time em busca de uma estrela, ou em um time q ja tenha um backcourt cheio e precise de presença no garrafão (como o prórpio warriors, por mais q seja impossível tal negociacao devido ao cap)

  2. Caio Quinteiro

    Vejo o talento dele como inegável, por isso vejo ele se encaixando em qualquer um seja em um time com ou sem estrelas, mas não vejo até mesmo se fosse possível o próprio Warriors (ou a maioria dos outros) indo atrás dele, por ele ser uma bomba relógio emocional.

Leave a Reply

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén