No começo da temporada passada, John Wall e Bradbley Beal se autoproclamaram a melhor dupla de armadores da NBA – melhores do que Klay Thompson e Stephen Curry, por exemplo. E obviamente que, como acontece quase toda vez que alguém fala algo desse gênero e chama a responsabilidade para si, os dois falharam no objetivo primordial da dupla que era superar a campanha do ano anterior, quando foram eliminados na semifinal de conferência. O time não só falhou nisso, como fracassou na briga pelos playoffs, acabando em décimo na Conferência Leste. Fracasso total.

Para piorar as coisas, os dois passaram a se estranhar. Wall se frustrou com a baixa frequência do companheiro em quadra e Beal não curtiu o monopólio de Wall no domínio da bola e ações ofensivas do time.

Neste ano, mais do que devolver o time à briga pelos playoffs, Wall e Beal têm que resgatar a confiança da liga nos dois. O primeiro tem que mostrar que é ‘mais do que um excelente jogador’ e que é capaz de carregar o time, enquanto o segundo precisa provar que tem saúde para ser um dos melhores shooting guards da NBA.

O sucesso do Wizards depende inteiramente do talento de ambos.

Offseason
O verão em Washington não foi dos melhores. O time não foi capaz de fazer Kevin Durant sequer sentar para conversar com os executivos do time e não contratou nenhum reforço de peso. A maior novidade foi a contratação de Scott Brooks, um técnico muito mais competente que o ultrapassado Randy Wittman.

Dentro de quadra, a principal contratação foi o pivô Ian Mahinmi. Se isso é um reforço, eu já não tenho tanta certeza…

Time Provável
PG – John Wall / Trey Burke /
SG – Beadley Beal / Tomas Satoransky / Marcus Thornton
SF – Otto Porter / Kelly Oubre
PF – Markieff Morris / Andrew Nicholson
C – Marcin Gortat / Ian Mahinmi

Expectativa
Exceto por Gortat, o time é composto basicamente por jovens talentosos que devem, em um futuro próximo, colocar o Wizards nos playoffs por um bom tempo. A franquia até tem elenco para brigar por uma vaga no mata-mata deste ano, mas a incerteza sobre um plano de jogo bem definido desde o princípio da temporada pode fazer com que o time, mais uma vez, fique no ‘quase’. A falta de reservas um pouco mais confiáveis também pode melar os planos da franquia caso Beal volte a se machucar.

CompartilheShare on Facebook506Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone