É decepcionante mesmo. Começa a temporada, os times entram em quadra uma, duas, três vezes e alguns dos melhores jogadores, bem aqueles que você escolheu no draft, estão numa draga tremenda, com estatísticas bem abaixo do que você esperava. Não se desespere: é normal.

Todo ano é assim, tem gente que começa o ano muito acima da média e outros que começam muito mal. Além do mais, ao longo da temporada também é comum que mesmo os melhores jogadores tenham sequências de dois ou três jogos em baixa. Não é porque esta sequência aconteceu justamente nos primeiros jogos que você deve se assustar com isso, oras.

Os números abaixo da média acontecem também por conta da amostra minúscula de jogos que temos até então. Logo elas serão puxadas para cima com boas atuações. É só esperar.

Por enquanto, ainda é válido das um voto de confiança para:

Karl Anthony Towns (F/C – Minnesota Timberwolves)

Nas duas primeiras partidas Towns ficou com médias de apenas 5 rebotes, rigorosamente metade do MÍNIMO que ele deve fazer noite após noite ao longo da temporada. Os 18 pontos de média registrados nos dois jogos também deve ser o mínimo que ele vai fazer daqui em diante. Vale destacar que o Timberwolvers como um todo começou a temporada com um rendimento meio estranho. Mesmo que o time não decole como o esperado, não há motivos para imaginar que Towns não será um dos dez melhores jogadores de fantasy da temporada.

1474554860_8919575-karl-anthony-towns-stephen-curry-nba-golden-state-warriors-minnesota-timberwolves-834x560

Stephen Curry (G – Golden State Warriors)

Era esperado que a chegada de Kevin Durant ao Golden State Warriors abalasse alguns números de arremessos do atual MVP (são dois chutes e cinco pontos a menos de média, por enquanto), mas o problema é que a participação de Curry no ataque do time diminuiu em todos os fundamentos. A queda de duas assistências e quatro rebotes por jogo não deve se manter nestes patamares.

Carmelo Anthony (F – New York Knicks)

Não vai ser nesta temporada, ainda, que Carmelo terá menos de 20 pontos por jogo de média. O ala está com pífios 22% de aproveitamento nos chutes de fora que com certeza não devem se manter tão baixos. Ainda que seja provável que não consiga repetir a performance nos rebotes que teve na temporada passada, quando teve 7,7 de média por jogo, os números totais de Carmelo devem melhorar nas próximas partidas.

Deandre Jordan (C – Los Angeles Clippers)

Quem joga fantasy por categorias, deve estar estranhando muito que Jordan esteja com ‘apenas’ 48% de aproveitamento nos seus arremessos – o número não é ruim em linhas gerais, mas está muito abaixo do seu padrão de mais de 70% nas últimas duas temporadas. A média de rebotes defensivos também pode aumentar com o passar dos jogos e retomar o patamar habitual.

Brook Lopez (C – Brooklyn Nets)

Aqui o problema é basicamente tempo de jogo. Com uma limitação de minutos em quadra neste começo de temporada, Brook está com uma média de 5 pontos, 3 rebotes, 2 assistências e um toco a menos do que na temporada passada. É até possível que ele não repita os números anteriores, mas a queda não deve ser tão brutal.

Enfim, trocar um craque em baixa é confirmar a queda de rendimento. O ideal é esperar umas duas semanas antes de mexer drasticamente na equipe – isso, claro, vale só para os jogadores das primeiras escolhas que ainda, provavelmente, voltarão aos seus patamares normais de rendimento.