Kings não deve trocar Cousins agora

Demarcus Cousins é um animal incontrolável. Pior: é um animal incontrolável puto com seu time disfuncional e que esta a um ano e meio do final do seu contrato. Por causa disso, há algum tempo existe uma campanha para que o Sacramento Kings troque o jogador. A ideia é que, além de passar o ‘problema’ para frente, para um time que precise mais do seu talento e tenha melhores condições de domá-lo, a franquia não fique de mãos abanando caso o Demarcus resolva assinar com algum rival no verão americano de 2018, quando seu contrato se encerra.

O coro foi engrossado nas últimas semanas, quando Cousins conseguiu aumentar a frequência das polêmicas já habituais – as duas principais, quando cuspiu o protetor bocal no banco adversário, foi expulso do jogo, dai os juízes voltaram atrás e ele voltou para a partida e quando ameaçou sair na mão com um jornalista IDOSO do Sacramento Bee que tinha feito uma coluna criticando seus hábitos noturnos e possíveis más influências.

Desde o começo acho essa história uma besteira enorme! Ainda que seja um louco varrido, Demarcus é o que de melhor aconteceu para Sacramento nos últimos anos. Desde Chris Webber, nunca um jogador tão talentoso tinha vestido a camisa da franquia. É justo tratar como se a única jogada inteligente fosse justamente se desfazer dele?

Veja que atualmente, mesmo com todos os problemas, com um time ainda bagunçado, é ele que tem carregado a franquia inteira nas costas em uma campanha que, pela primeira vez em anos, flerta com os playoffs – está na oitava posição neste momento. Não existe absolutamente nenhum sentido em defender que Sacramento despache seu craque pelos seus problemas desconsiderando suas qualidades, o momento da equipe e suas possibilidades de sucesso.

No final das contas, me parece que toda esta história, desde o começo, acontece porque Kings é uma franquia pequena, uma das menores da NBA, e tem em suas mãos um talento que muitos não julgam digno de um time daquele porte. A turma, A MÍDIA, as outras torcidas acham que é mais justo ver um All NBA com uma camisa de peso, lutando no topo da tabela, mas não pensam que, para o Kings, um cara como Cousins é a esperança de ser alçado a um novo patamar.

Fica mais claro ainda quando lembramos que esse papo rola há pelo menos um ano e meio, quando Cousins estava A TRÊS ANOS do final do seu contrato – uma época em que essa campanha justificada pelo suposto ‘valor de mercado’ era absolutamente surreal.

Analisando friamente, se for para trocá-lo, é até melhor esperar o pior momento ’emocional’ de Cousins passar, torcer para uma improvável calmaria nas suas polêmicas e, de quebra, mostrar aos outros times que dentro de quadra ele é um dos jogadores mais decisivos do jogo, capaz de brigar com times muito mais preparados do Oeste.

Que seja em fevereiro, quando o prazo para trocas desta temporada se encerra, ou na offseason. Mas, fazer isso agora é o tipo de movimento que não faz o menor sentido para ninguém – só para quem quer vê-lo com outra camisa mesmo contrariando qualquer lógica.

Previous

A maior rivalidade da NBA hoje

Next

Promoção Dois Dribles: ganhe uma camiseta “JR Smith sem camisa”

1 Comment

  1. Paulo Rasia

    DeMarcus Cousins e Sacramento Kings foi a união perfeita para um desastre. um dos jogadores com temperamento mais explosivo da NBA em uma das franquias mais bagunçadas, tinha tudo para dar errado, não deu, mas o que vemos não é nada perto de sucesso. Cousins sempre entrou em confusões dentro e fora de quadra, e a franquia, que sabia que não tinha atrativos suficientes para trazer uma estrela desse porte tão cedo, sempre o pôs num pedestal, passando a mão em sua cabeça em toda e qualquer situação. Se um técnico confrontava Cousins, ele era demitido. Se os árbitros expulsavam ele por faltas técnicas, o Kings confortavam-o e dizia que era a arbitragem que havia errado. E isso foi continuando num ponto que não parece mais haver solução hoje, Cousins é o pilar de tudo o que Sacramento vem conseguindo, mas muito provavelmente será o motivo de um possível fracasso, pense em como é fácil imaginar o Kings indo aos playoffs e ver tudo indo por água abaixo porque DMC perdeu o controle e foi expulso? Cousins precisa de ajuda, alguém precisa dar-lhe um tapa na cara e mostrar como seu comportamento prejudica o time, mas a essa altura ele é tão mimado que pode acabar se irritando mais ainda caso digam isso a ele. Ele virou uma bomba relógio, dificilmente vai se endireitar sozinho e sabe-se lá o que vai acontecer se alguem nessa franquia tentar confrontá-lo. Essa mudança só é mais plausível em outro time, com outros jogadores, outros dirigentes, que mostrem-no como ele precisa melhorar o psicológico para realmente atingir um outro patamar, isso já é impossível a essa altura no Kings. Tudo que eles podem fazer é trocá-lo, com o talento dele o time conseguiria diversos bons jogadores para reposição, e DeMarcus teria esse novo começo, que vai acontecer, por que se ele não for trocado, não tem motivo nenhum no mundo pra ele continuar nessa bagunça que é o Sacramento Kings.

Leave a Reply

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén