É emblemático que o melhor jogador do Boston Celtics, seja um dos menores jogadores da histórica da NBA. Isaiah Thomas não tem muito a ver com isso, mas a falta de poder do time verde dentro do garrafão tem sido decisiva para que o Chicago Bulls tenha aberto 2-0 na série inicial dos playoffs – fora de casa!

Para o delírio dos torcedores ‘old school’, que sempre lamentam que hoje o jogo se resume a um campeonato de três pontos, a série está sendo definida lá embaixo da cesta.

A deficiência do Boston Celtics em, especialmente, defender o seu aro e recuperar rebotes defensivos já era conhecida. O time tem poucos jogadores de garrafão com algum talento para guardar a cesta – Al Horford é o único que se salva – e já era, de longe, o time que menos pegava rebote a partir dos arremessos dos adversários. Nos dois primeiros jogos da série, essa fraqueza está transformando Robin Lopez no improvável melhor jogador da disputa. Só ontem, ele recuperou 5 rebotes no ataque, alguns deles em jogadas decisivas, que sacramentaram a vitória do Chicago.

Para completar, Jimmy Butler e Rajon Rondo, dois jogadores de perímetro, também são excelentes reboteiros para suas posições. Com isso, o Bulls já recuperou 22 rebotes a mais do que o Celtics em duas partidas. Na proporção de ‘rebotes ofensivos disponíveis’, o Offensive Rebound Percentage, o Chicago vem tendo uma considerável vantagem de 38% a 26% do Boston.

Para piorar, o aproveitamento nos chutes do Boston não está compensando (os times estão praticamente empatados no quesito) e a segunda unidade da equipe está sendo atropelada pelos reservas de Chicago.

Para quem lembra, foi mais ou menos assim que o Oklahoma City Thunder derrotou o San Antonio Spurs no ano passado, brigando muito lá embaixo e recuperando todas os arremessos errados possíveis. É uma tática que demanda talento, força física e uma certa ousadia, uma vez que orientar muita gente do time para isso, expõe a defesa para contra-ataques – recurso que o Boston tem de sobra, mas não tem conseguido usar.

Não acho que a série já esteja decidida, apesar de ser apenas a segunda vez na história que um oitavo colocado abre 2-0 contra um líder de conferência e do Bulls ter três jogos em casa precisando vencer só dois para fechar a série. Acho que o Boston tem muito talento e organização para se superar.

No entanto, o elenco do Celtics é bastante jovem e já está sentindo a pressão do ‘blowout’. Ontem mesmo os jogadores já tretaram com a torcida e se perderam em quadra em alguns momentos. O contraste fica ainda mais nítido diante de veteranos super rodados do Bulls como Wade e Rondo.

Daqui pra frente, as coisas precisam mudar para o Celtics. Ou a equipe será mais uma a entrar para história dos playoffs da pior maneira possível, como um dos pouquíssimos times que foram eliminados logo de cara para o oitavo colocado.

CompartilheShare on Facebook490Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn1Email this to someone