[Previsão 17/18] Knicks: os dois últimos dramas

Não tem como a temporada que está para começar ser mais enrolada, mais dramática do que a última para o New York Knicks. Isso não é necessariamente uma boa notícia. Só não é tão trágico quanto foram os últimos meses da franquia: assinatura com veteranos contestados, as invenções de Phil Jackson, o sumiço de Derrick Rose, a briga de Jackson e Carmelo Anthony, a insatisfação de Kristaps Porzingis… É difícil bater um roteiro tão caótico quanto este, mesmo.

A saída de Jackson e de Rose já solucionou boa parte dos problemas do time. Agora, a franquia só precisa solucionar duas coisas que ainda estão pendentes para que siga adiante: resolver o pedido de Carmelo Anthony para ser trocado e acalmar Porzingis.

O primeiro nó esta mais perto de ser desatado. O jogador, que tem uma cláusula contratual que permite que ele só seja negociado com a equipe que quiser, já manifestou a vontade de se unir a James Harden e Chris Paul no Houston Rockets. O impasse é que o Knicks ainda não encontrou uma compensação que valha a pena. Mesmo que isso venha se arrastando há meses, a direção do NY pelo menos tem um norte aqui. Na pior das hipóteses, vai se desfazer de seu jogador por um pack de menor valor.

A outra treta é um pouco mais delicada. Kristaps é o futuro da equipe e deveria estar mais tranquilo agora que Phil Jackson se foi. Não é o que alguns insiders dizem. Correm os boatos que Porzingis e o técnico Jeff Hornacek não nutrem um sentimento, digamos, de carinho mútuo. O problema seria a diferença de personalidades e a forma que o comandante encontrou de reafirmar sua liderança perante o elenco, repreendendo Porzingis de mais e seus colegas de menos, o que incomodou o letão.

Se for só isso mesmo, eu acho uma puta besteira. Coisa de técnico novo e jogador inexperiente. No entanto, não dá para saber ao certo. Se o desentendimento realmente existe e se desenrolar ao longo da temporada, o front office precisará fazer algo para não prejudicar o desenvolvimento do seu time.

(Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

Isso solucionado, o Knicks estaria em condições de se desenvolver em um time interessante para os próximos anos, com a vantagem de ter jovens jogadores que já entregam bons resultados, como Willy Hernangomez, um achado.

Offseason
Foi um período em que o Knicks não concretizou muita coisa. Tentou muito trocar Carmelo Anthony, mas não fechou nenhum negócio que interessasse ao time e ao jogador – que tem o poder de veto. Na prática, apostou em Tim Hardaway Jr – um ‘move’ que tem tudo para dar errado, mas que, vá lá, tem alguma chance mínima ainda de surpreender, visto que ele foi razoavelmente bem no Atlanta Hawks.

Time Provável
PG – Ron Baker/ Frank Ntilikina/ Ramon Sessions
SG – Tim Hardaway Jr/ Courtney Lee
SF – Carmelo Anthony/Lance Thomas
PF – Kristaps Porzingis/ Michael Beasley/ Mindaugas Kuzminskas
C – Willy Hernangomez/ Joakim Noah/ Kyle O’Quinn

Expectativas
Existem algumas condicionantes que ainda podem alterar o provável desempenho do Knicks neste ano. Se Carmelo ficar para jogar o que sabe, o time pode brigar pelas últimas vagas de playoffs até. O mesmo pode acontecer se o troco pelo jogador for bom para contribuir de imediato. No entanto, brigar por uma vaga no final dos playoffs talvez não seja a melhor opção para o planejamento a médio prazo e talvez o time escolha tentar subir algumas posições no draft do ano que vem com uma campanha ruim nesta temporada.

CompartilheShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone

Previous

[Previsão 17/18] Magic: é devagar que se vai a lugar nenhum

Next

[Previsão 17/18] Timberwolves: não há mais desculpas para não deslanchar

2 Comments

  1. jorge c gomes

    Escreve de novo…pq o paradigma aqui tá wayyy diferent! depois da bomba

Leave a Reply

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén