[Previsão 17/18] Spurs: a cultura é suficiente?

Dos times mais fortes da NBA, daqueles seis ou sete que têm alguma chance de ganhar uma final de conferência e chegar a uma final da NBA, apenas dois não se reforçaram nada com all stars: o atual campeão da liga, Golden State Warriors, que já reúne o maior número de bons jogadores que é possível, e o San Antonio Spurs.

Não é por isso que imagino que o time vá, pela primeira primeira vez em 20 anos, com uma campanha com menos de 50 vitórias. Com a cultura mais vencedora e bem estabelecida de toda a NBA, o time de Gregg Popovich não precisa de grandes nomes para se manter no topo. Mas ficar entre os três primeiros do Oeste, chegar a uma final de conferência é suficiente para este time?

Eu entendo que as coisas devem ser relativizadas quando se joga na mesma época que o Golden State Warriors, um time dominante e praticamente imbatível quando saudável, mas talvez fosse o time que menos precisasse se esforçar para equiparar forças com o time de Stephen Curry e Kevin Durant. Algum reforço de peso bem encaixado no time mais bem montado da NBA, com talvez o melhor técnico da história, teria boas chances de formar uma equipe capaz de bater de ser tão ameaçadora quando o Warriors.

Alguns boatos até seguiram essa linha. Kyrie Irving teria dito que o Spurs era um de seus destinos favoritos quando pediu para ser trocado. Dwyane Wade teria pensado no time quando rescindiu com o Bulls. Chris Paul sempre foi um nome ventilado por lá. Mas a franquia conseguiu, no máximo, assinar com Rudy Gay, um cara que sempre teve todas as habilidades para ser um bom jogador de basquete, mas que tem a fama de piorar todos os times pelos quais passa.

Qualquer um destes nomes com certeza daria esperanças maiores para que a franquia conseguisse chegar mais longe desta vez – por mais que a última grande contratação do Spurs, Lamarcus Aldridge, tenha sua passagem questionada.

Ainda que seja uma amostra pequena, o time texano aniquilou o Warriors nos playoffs nos minutos em que teve Kawhi Leonard jogando com saúde. Ter algum outro jogador para carregar o piano com ele poderia ser letal.

As opções existentes no elenco estão fazendo hora extra na liga já e podem pifar a qualquer momento. Tony Parker já bateu os pinos na temporada passada. Gasol e Ginóbili rondam os 40 anos, idade limite para boa parte dos atletas.

A única chance que existe do time superar as expectativas é se seu pacote de apostas finalmente desencantar. Dejounte Murray, Kyle Anderson e companhia têm evoluído bem, mas não parecem prontos para assumir essa responsabilidade e responder tão bem logo nesta temporada – se é que um dia se transformarão nisso tudo.

Por mais que o time ainda seja excelente, tenha um dos melhores jogadores do jogo, seja muito bem montado, me parece que existem outros postulantes mais perigosos ao papel de carrascos do Warriors.

Offseason
Muito se falou no time como destino de alguns dos principais nomes do período, mas acabou que perdeu mais do que ganhou. Deixou Jonathon Simmons ir para Orlando tentar a vida, não renovou com David Lee e abriu mão de renovar com Dewayne Dedmon. Joffrey Lauvergne e Rudy Gay chegaram e vão precisar do toque de Midas de Popovich para que possam contribuir de verdade.

Time Provável
PG – Tony Parker / Patty Mills / Dejounte Murray / Derrick White
SG – Danny Green / Manu Ginobili / Bryn Forbes / Brandon Paul
SF – Kawhi Leonard / Rudy Gay / Kyle Anderson / Jaron Blossongame
PF – Lamarcus Aldridge / Davis Bertans
C – Pau Gasol / Joffrey Lauvergne

Expectativa
Spurs deve ser top 3 no Oeste. Talvez fique em segundo, talvez em quarto, mas vai rondar o topo da conferência por toda a temporada regular. Vai sobreviver bem nas primeiras fases dos playoffs, mas não vejo com bala na agulha para surpreender além de uma eventual final de conferência.

Ainda não segue o Dois Dribles no Twitter? Corre lá:

CompartilheShare on Facebook490Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone

Previous

[Previsão 17/18] Rockets: o objetivo é coexistir

Next

[Previsão 17/18] Warriors: para confirmar seu lugar na história

2 Comments

  1. Zezao

    Uma das piores analises que ja vi na minha vida. Sem maldade.

Leave a Reply

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén