Se você leu os outros trinta previews daqui do blog, você já deve estar meio cansado de ler que é quase impossível que algum time consiga bater o Golden State Warriors. Todos os times que se reforçaram e todos aqueles que já eram muito bons sempre foram analisados com a ressalva de que nada era o bastante para bater o atual campeão. E a verdade é essa: em condições normais de saúde, caso não aconteça uma ebulição inesperada no elenco, é muito difícil que o Golden State Warriors não termine o ano como o campeão da NBA.

Tudo que os outros times estão tentando fazer é correr atrás do GSW, que já era excelente nos outros anos e melhorou ainda mais com a chegada de Kevin Durant, um dos jogadores mais espetaculares da NBA atual. O encaixe foi perfeito, melhor do que era possível se imaginar, e as finais do campeonato passado mostraram como os outros times estavam a anos-luz do time do técnico Steve Kerr.

Nestas condições, claro, só a vitória interessa à franquia. E ela será fundamental para sedimentar melhor que lugar este time do Warriors ocupará no rol dos maiores times de todos os tempos.

Depois da campanha de 73 vitórias em uma temporada regular, o recorde histórico, muita gente se precipitou em dizer que aquele Warriors era a melhor equipe de todos os tempos. Outros também erraram a mão ao menosprezar o time depois da derrota para o Cleveland Cavaliers nas finais do mesmo ano.

No fundo, tudo isso só provou o quão é errado é tentar avaliar definitivamente qualquer coisa enquanto ela ainda acontece. Hoje é óbvio ver que o time não era o melhor de todos os tempos, visto que, tecnicamente, melhorou bastante com a chegada de Kevin Durant. É também evidente que não era qualquer porcaria e só perdeu para o Cleveland Cavaliers porque o time de Lebron James também é excelente.

Que a formação de Stephen Curry, Klay Thompson, Draymond Green e companhia sobra no jogo de hoje em dia é fácil dizer, mas fica difícil convencer alguém que este time pode ser tão bom quanto foi o Los Angelers Lakers cinco vezes campeão nos anos 80. Ou que seria páreo para o Bulls duas vezes tricampeão dos anos 90. Só não coloco o Boston dos anos 60 aqui porque o jogo era muito diferente, mas só aí dá para ter uma ideia de quantos times já foram realmente muito dominantes nas suas respectivas épocas – algo que o Warriors parece ser, mas ainda precisa confirmar, visto os outros exemplos históricos.

Agora, o que falta ao Warriors é registrar tudo que tem feito em quadra, jogo após jogo, em marcos históricos. Vitórias e mais vitórias. Títulos atrás de títulos. E, assim que tudo isso acabar, a gente contabiliza os feitos.

Claro que pode dar alguma merda nesse meio tempo. Um ou mais jogadores lesionados na reta final do campeonato seria arrebatador. Alguém se revoltar, tipo Kyrie Irving, e a química do grupo se abalar é algo possível, apesar de bem improvável. Mas o time tem elenco suficiente para amenizar qualquer evento sinistro deste tipo.

Em um exercício de abstração total, imagino também que o time ainda se sinta motivado o suficiente para manter a pegada dos últimos anos. Alguma desatenção, distração por achar as coisas ‘fáceis demais’ – como em algum momento aconteceu com o Bulls há vinte anos – pode vir, sim, mas acho que seria um problema mais provável para os próximos anos, não agora.

Offseason
Moderada mas precisa. O time foi atrás de jogadores que, de acordo com os números, encaixam perfeitamente no esquema de Kerr. Nick Young e Ormi Casspi são especialistas no chute e tem seus melhores aproveitamentos, nos maiores patamares da liga, nas situações de arremesso que o Warriors mais cria (chute de fora, aberto após o passe). O Warriors também draftou um jogador que dá a pinta de ser muito útil e voluntarioso, pronto para colaborar desde já, que é Jordan Bell.

Time Provável
PG – Stephen Curry / Shaun Livingston
SG – Klay Thompson / Patrick McCaw / Nick Young
SF – Kevin Durant / Andre Iguodala /Omri Casspi
PF – Draymond Green / David West / Jordan Bell / Kevon Looney
C – Zaza Pachulia / Javale McGee

Expectativa
Mais um ano sendo o melhor time da temporada, mais uma final da NBA. É, disparado, o time com mais chances de título. São todos contra o Golden State Warriors.

Quer receber as atualizações do blog em primeira mão? Siga o Dois Dribles no Twitter:

CompartilheShare on Facebook430Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Reddit0Share on LinkedIn0Email this to someone